Projeto Novos Horizontes lançado em Horizontina promove protagonismo de mulheres rurais

Com a proposta central de sensibilizar e mobilizar mulheres do meio rural para que atuem como protagonistas na comunidade onde vivem, o Projeto Novos Horizontes teve o pontapé inicial de sua execução em solenidade realizada nesta quarta-feira (13/04), no Centro Cultural, em Horizontina. A ação promovida pela Prefeitura de Horizontina, através do Departamento de Políticas da Mulher, e Emater/RS-Ascar, vinculada à Secretaria Estadual de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), conta com o envolvimento do Sicredi Noroeste RS e SLC Máquinas.

A ideia da realização do projeto surgiu diante da preocupação com a retomada de formas de organização comunitária e social, assim como de promoção da saúde mental, especialmente depois do período de dificuldades vivenciadas, que combinaram distanciamento social com consequentes reduções de estímulos, crise econômica e significativa alteração da rotina, bem como intempéries climáticas, que afetaram o resultado de suas atividades socioeconômicas.

A extensionista do Escritório Municipal da Emater/RS-Ascar de Horizontina, Ivete Grasiela Rossi, e a diretora de Políticas da Mulher, Rosane dos Santos, ambas gestoras do projeto, esclarecem que os objetivos do Projeto perpassam ações concretas e qualificadas de acesso à informação e interação social. A ideia é incentivar a busca de novos conhecimentos em relação ao planejamento de vida pessoal e familiar, orientar sobre o autocuidado pessoal, cooperar para a inclusão produtiva das mulheres e para o desenvolvimento de habilidades empreendedoras que garantam a geração de renda em suas propriedades, evidenciar a mulher como sujeito de direitos enfocando o protagonismo social e o empoderamento feminino, orientar sobre acesso a bens e serviços locais, valorizar a mulher como parte fundamental da vida conjugal e financeira, promover espaços de capacitação e interação social mediante temas de interesse das mulheres e da comunidade e incentivar a produção e o consumo da alimentação saudável limpa e nutritiva sustentável.

O grupo receberá assessoramento em dez encontros mensais, até dezembro de 2022. As 50 mulheres rurais contempladas participarão de momentos qualificados de interação e mobilização social, ao mesmo tempo de contribuição com bem-estar e saúde individual e coletivo, oportunidades de construção de aprendizado, formação e trocas de ideias. Serão beneficiadas agricultoras das comunidades de Lajeado Seco, Bela Vista, Esquina Tunas, Micuim, Seção 19, Lajeado Maria, Esquina Tiradentes, Esquina Eldorado, Lajeado Jacutinga, Lajeado Patos.

O engajamento para que o projeto tenha êxito foi evidenciado já em seu lançamento, que contou com a presença de diversas lideranças, entre elas o prefeito Jones Cunha, a vice-prefeita Zuleica Wehner, representante do Poder Legislativo, vereador Ilso Pilz, representantes do Sicredi, Elenice Zingler Rossi e Vera Teixeira, representante da SLC Máquinas, Juliana Koehler, o secretário municipal de Esporte, Cultura, Juventude e Lazer, Eduardo Maron, e a secretária municipal de Desenvolvimento Rural, Neiva Ebrin, bem como os extensionistas do Escritório Regional da Emater/RS-Ascar, Rubens Tesche, Jorge Lunardi e Vanessa Gnoatto.

Na oportunidade, o grupo acompanhou também a palestra sobre a valorização da mulher agricultora, em seu trabalho e em sua inserção na família e na sociedade, ministrada por Vanessa Gnoatto. A explanação buscou estimular um novo olhar sobre o horizonte de suas vidas e a importância de estabelecer metas pessoais, aproveitando as oportunidades como da formação que será promovida através do Projeto.

Compartilhe: