Projetos culturais beneficiam mais de 2 mil estudantes de Horizontina

Mais de 2000 alunos de Horizontina foram beneficiados, na última semana, com dois projetos culturais viabilizados pela Lei de Incentivo à Cultura do Governo Federal e patrocinados pela John Deere. Um deles foi a 2ª Edição do Teatro na Villa, que apresentou para as crianças e adolescentes das 14 escolas da cidade as peças teatrais Um Reino sem DengueAs Peripécias de Juju e Chimia e Incrível Caso do Sumiço das Letras

De acordo com a secretária executiva do Instituto John Deere, Fernanda Schaurich, a iniciativa buscou conscientizar  as crianças sobre temas importante como: os cuidados para combater a dengue e a importância da escola, ensinado de forma lúdica e divertida, através do teatro. “Os temas foram escolhidos de acordo com as necessidades do município, apresentadas pela Secretaria de Educação. É um investimento na educação, um dos pilares sociais da companhia”, conta. O projeto enriqueceu a programação da Feira do Livro, promovida pelo governo municipal. 

O segundo momento cultural apresentado foi o Das Letras, uma estante literária que trouxe novos livros, audiobooks, livros em braile e contação de histórias,para a comunidade. Ela foi entregue junto com a revitalização da Biblioteca Pica-pau Amarelo na EMEF Monteiro Lobato e a inauguração da Sala de Cultura e Inovação, beneficiando 450 alunos e 34 professores e funcionários. “Esse projeto amplia o acervo existente e oportuniza uma viagem cultural a toda comunidade escolar. Um espaço alegre, aconchegante, de muito entretenimento e criação. Agradecemos à Fundação John Deere por essas duas iniciativas importantes para nossos alunos”, agradece a secretária de educação de Horizontina, Ivete Fátima Callegaro da Silva. A sala segue todos protocolos de segurança vigentes no município e de acessibilidade à PCD (Pessoa com Deficiência) e está aberta para toda comunidade.

Compartilhe: