Entre as cidades com até 50 mil habitantes, Horizontina é a 49ª melhor do Brasil e 21ª do RS

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Da região Fronteira Noroeste Horizontina é a única presente entre as primeiras 50 colocadas do país

Mais uma vez Horizontina é destaque entre as cidades de pequeno porte, que possuem até 50 mil habitantes. De acordo com o ranking divulgado pela IstoÉ, na edição especial “As Melhores Cidades do Brasil 2022”, Horizontina é a 49ª melhor do Brasil, 19ª do Estado e a melhor da Região Fronteira Noroeste.

O anuário classifica os municípios baseado em cerca de 280 indicadores ligados às áreas fiscal, econômica, social e digital. Os resultados foram obtidos a partir de análises da Austin Rating em parceria com a Editora Três. Todos os 5,5 mil municípios do país foram avaliados na pesquisa. Para isso, foram divididos em três categorias: pequeno (até 50 mil habitantes), médio (de 50 mil a 200 mil) e grande porte (mais de 200 mil). Cidades de Santa Catarina lideram os rankings.

A pesquisa traduz como se comportaram os municípios e quais se saíram melhor na última década, em que o país cresceu apenas 0,4% na média anual, enquanto o crescimento mundial no mesmo período foi de 3%.

Na lista de pequeno porte, a campeã é Timbó, localizada numa das regiões mais desenvolvidas de Santa Catarina. Horizontina é a 21ª do estado e em 49ª no ranking nacional.  Pequeno porte (Até 50 mil habitantes)

2º – Carlos Barbosa

4º – Panambi

5º – Garibaldi

7º – Marau

11º – Flores da Cunha

13º – Guaporé

14º – Teutônia

16º – Nova Prata

17º – Veranópolis

20º – Gramado

21º – Igrejinha

22º – Dois Irmãos

26º – Torres

27º – Ivoti

28º – Frederico Westphalen

29º – Osório

34º – Estrela

36º – Ibirubá

42º – Santiago

47º – Triunfo

48º – Serafina Corrêa

49º – Horizontina

“As Melhores Cidades Do Brasil 2022”

A IstoÉ firmou parceria com a Austin Rating, principal empresa de classificação de risco no país, para lançar o ranking “As Melhores Cidades Do Brasil 2022”. O ranking foi elaborado com base na metodologia exclusiva desenvolvida pela própria Austin Rating, o IISD – Índice de Inclusão Social e Digital. A análise se deu em três categorias: cidade de Pequeno Porte os municípios com até 50 mil habitantes, de Médio Porte entre 50.001 e 200 mil habitantes, e de Grande Porte, acima de 200 mil habitantes.

O estudo foi calculado por meio de 281 indicadores de forma quantitativa e qualitativa. As informações dos últimos dez anos dos indicadores foram extraídas de fontes primárias públicas, como Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Secretaria do Tesouro Nacional (STN), Datasus, Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC), Ministério do Trabalho e Emprego (TEM), entre outras.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print