Conselheiro Tutelar de Horizontina é agredido em pleno exercício de suas funções

        Uma ocorrência lamentável e que merece total repúdio. Durante um atendimento envolvendo o trabalho do Conselho Tutelar um dos membros do CT de Horizontina, foi ameaçado e agredido por um homem no Bairro Industrial.

        O Conselheiro no cumprimento de seu dever, foi atingido com uma cadeirada, o que acabou causando lesões em seu braço. O agressor ainda fez uma segunda tentativa de agressão, utilizando outra cadeira, mas a vítima conseguiu se defender com o primeiro objeto que ele lhe havia arremessado.

        O Conselheiro acionou registro policial do fato e as demais providências cabíveis, e mesmo diante da adversidade, e machucado, cumpriu sua função constitucional.  O Conselheiro, que é policial da reserva, deteve o agressor e o encaminhou a DP para registro.

        Toda a agressão, mesmo que verbal, e neste caso também física com lesões, a servidor investido em função pública constitui crime. O Conselho Tutelar é a autoridade pública à qual a Lei nº 8.069/90 confiou o atendimento especializado e a rápida (e efetiva) solução dos casos envolvendo a ameaça ou violação dos direitos de crianças e adolescentes.   

IMAGEM ILUSTRATIVA – SEDE DA BRIGADA MILITAR – 3537 0190, PARA ONDE PODEM E DEVEM SER COMUNICADAS QUAISQUER OCORRÊNCIAS ENVOLVENDO CRIANÇAS E ADOLESCENTES 24 HORAS POR DIA. A BM DIANTE DA NECESSIDADE ACIONARÁ OS CONSELHEIROS.

Compartilhe: